Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Chanceler chinês afirma que China vai defender firmemente a paz e estabilidade regional
 
  ( 2014/04/14 )
 
 

Hoje (14), os chanceleres da China e Alemanha concederam uma entrevista à imprensa depois de realizada a 4ª rodada do diálogo estratégico ministerial entre os dois países. O chanceler chinês, Wang Yi, respondeu aos jornalistas sobre o atual momento das relações da China com os países vizinhos.

Wang Yi afirmou que, atualmente, a China mantém boas relações com os países vizinhos e as cooperações com essas nações são aprofundadas constantemente. Ele disse que o desenvolvimento da China trouxe grande oportunidade e benefícios para os países adjacentes. Wang Yi ainda acrescentou que a situação no leste da Ásia é estável e apontou que, atualmente, essa região ainda mantém um rápido desenvolvimento e possui o maior potencial no mundo. Wang Yi disse que a tendência positiva das parcerias entre a China e os países vizinho não deve ser afetada pelas disputas e divergências.

Ao falar de algumas disputas recentes, Wang Yi apontou que, devido à violação por alguns países do acordo alcançado com a China, as disputas se tornam cada vez mais intensas. Ele considera que a medida desses países não é sensato e não é favorável à solução da questão.

Wang Yi afirmou que os países do leste asiático e comunidade internacional devem tratar de forma objectiva e justa os problemas existentes e não devem aumentar a tensão.

De acordo com Wang Yi, no ano passado, o presidente chinês, Xi Jinping, apresentou suas ideas para estreitar as relações amistosas entre a China e os países vizinhos em uma reunião sobre os trabalhos diplomáticos. Wang Yi ainda disse que, no Fórum Asiático de Bo'ao, o premiê chinês, Li Keqiang salientou que a China deve estabelecer relações de benefícios recíprocos e responsabilidades comuns com os outros países asiáticos. Além disso, o governo chinês ainda apresentou no ano passado uma série de propostas de cooperação, por exemplo, a criação de rota da seda por via marítima no século XXI, o que representa o aprofundamento das políticas diplomáticas amistosas da China com os países vizinhos.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us