Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Embaixador de Portugal na China elogia Macau como "ponto de encontro" entre os dois países
 
  ( 2014/12/10 )
 
 

Este ano marca o 15º aniversário do retorno da administração de Macau para a China. Em entrevista à Rádio Internacional da China, o embaixador de Portugal em Beijing, Jorge Torres Pereira, avaliou que a região tem um papel muito importante no relacionamento entre os dois países e serve como um "ponto de encontro" para a China, Portugal e todos os países de língua portuguesa.

"Eu creio que o mais importante dizer agora que consumamos 15 anos desta transferência da soberania à Republica Popular da China, é que Macau constitui ativo muito importante do relacionamento bilateral entre Portugal e a China. Continuamos, quer o governo português, quer o governo da República Popular da China, a considerar que é um aspecto importante e simbólico da excelência do relacionamento entre os dois países o fato como Macau tem influenciado positivamente a atitude dos dois governos."

Macau foi um dos primeiros locais de encontro entre China e Portugal e essa importância permanece até hoje. O embaixador Jorge Torres Pereira disse acreditar que a cidade tem um potencial ainda maior no relacionamento bilateral.

"Portugal foi dos países que mais cedo teve contatos com a China. Nós gostamos de dizer que por mar fomos os primeiros a chegar. E pouco depois Macau foi, no fundo, um ponto de encontro entre a cultura chinesa e a realidade da China e a realidade portuguesa. E esse papel de ponto de encontro, no fundo, nunca se perdeu. Foi adquirindo, ao longo da história, diferentes aspectos e, na história mais recente, depois do estabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a República Popular da China, depois da Declaração Conjunta Sino-Portuguesa, o que nós temos visto nestes últimos 15 anos, é que cada vez mais há resultados concretos deste bom relacionamento e há cada vez mais potencial de explorar e cada vez mais áreas de cooperação que passam por Macau."

Macau é palco do Fórum de Cooperação entre China e Países Lusófonos. Pereira também vê com bons olhos o evento na promoção dos intercâmbios e cooperações bilaterais e multilaterais.

"De certa maneira, balizam o que este Fórum poderá fazer nestes próximos anos e confirmam aquilo que eu quero dizer, que há uma perspectiva otimista em relação à cooperação entre China, os diferentes países em que se fala português, em diferentes setores que tem vindo a ser olhados desde o começo do formato. É evidente que cada um dos países de língua portuguesa tem relações bilaterais com a China muito importantes e nós não temos a pretensão de dizer que o fórum multilateral que é o Fórum de Macau substitui as relações bilaterais de cada um desses países. Agora, o que nós achamos é que é um espaço complementar muito importante, onde se podem descobrir sinergias, oportunidades, que vão além do relacionamento bilateral."

O embaixador falou ainda sobre seus pontos de vista de como melhor desenvolver o relacionamento entre China e Portugal.

"Eu acho que o mais importante é vermos como todos os atores estão otimistas em relação, quer ao futuro da Região Administrativa Especial de Macau, quer ao futuro do relacionamento entre a República Popular da China e Portugal, quer ainda com todas as possibilidades de cooperação que se abrem com os formatos que estão sediados em Macau, nomeadamente, o Fórum de Cooperação entre a China e os Países de Língua Portuguesa."

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us