Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Províncias do continente da China combinam esforços para garantir segurança da água em Macau
 
  ( 2014/12/15 )
 
 

O dia 20 de dezembro de 2014 marcará o 15º aniversário do retorno de Macau para a China. Ao longo desses 15 anos, as províncias do continente da China têm combinado e coordenado esforços para garantir a segurança da água de Macau, já que essa região administrativa especial da China não possui esse precioso recurso de água doce. Na verdade, mais de 95% de toda água que Macau precisa é enviada pelo continente.

Muitos habitantes de Macau ainda se lembram da crise severa da falta de água no inverno de 2005. Naquela altura, a salinidade das águas era superior a 600 mg/L, muito acima do nível de 250 mg/L, padrão máximo nacional. A crise afetou gravemente a vida do povo e provocou uma corrida para estocagem de água engarrafada.

Para a Sra. Ieong Yut Hong, a memória daquela altura ainda é muito vívida.

"A água era salgada e não dava para beber. Tínhamos que comprar água mineral para cozinhar e beber. Depois do ano novo, a água ainda estava um pouco salgada, mas logo depois o sal desapareceu."

A Sra Cheong também descreve a dificuldade daquele momento:

"A água era muito salgada e não podia ser usada para beber ou cozinhar. Por fim, comprei um purificador para diluir a água corrente. Agora já não preciso do purificador, pois a água não está salgada."

Na verdade, a água salgada é resultado de um fenômeno natural chamado de "maré salgada", que ocorre normalmente no estuário, onde a diminuição da água no curso superior do rio faz com que as marés salgadas atinjam a água doce no estuário, levando assim a salinidade.

Para resolver a crise, as províncias de Guizhou, Guangxi e Guangdong acabaram por transportar um volume total de 760 milhões de metros cúbicos para Zhuhai e Macau, um percurso de 1336 km. Foi a primeira transferência de água em grande escala entre diferentes províncias da região do Rio das Pérolas e resolveu com sucesso a crise provocada pela maré salgada. Desde então, a iniciativa tem sido implementada ao longo dos anos e se revelado efetiva.

A ajuda das províncias de Guizhou e Guangxi para a segurança da água de Macau só foi possível com os esforços da província de Guangdong, que é vizinha de Macau e possui as instalações para fornecer água para os macaenses. Antes de 2008, a província já tinha disponibilizado dois tubos de abastecimento de água para Macau. A obra do terceiro tubo foi concluída em dezembro de 2008, elevando a capacidade de transporte diário de 220 mil metros cúbicos para 500 mil, satisfazendo a demanda estimada até 2020. Atualmente, o quarto tubo está já na agenda.

Wong Soi Man, diretora dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água de Macau, afirmou que vai reforçar a cooperação com a província de Guangdong.

"Para o futuro, vamos procurar maior cooperação com a província de Guangdong para aperfeiçoar as instalações do abastecimento de água e nos esforçar para concluir a construção do quarto tubo em 2016, a fim de consolidar a garantia da água a Macau e oferecer uma boa base para o desenvolvimento de Macau no futuro."

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us