Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  China vai promover modernização da agricultura
 
  ( 2014/12/24 )
 
 
Terminou nesta terça-feira em Beijing a reunião do governo central da China sobre os trabalhos das zonas rurais. O evento fez um resumo dos projetos desenvolvidos em 2014 e traçou um novo programa para 2015. Segundo a decisão, o país vai garantir em primeiro lugar a segurança alimentar, num ano que está cheio de desafios sem precedentes. O pesquisador do Instituto do Desenvolvimento Rural da Academia de Ciências Sociais da China, Li Guoxiang, compartilha da mesma opinião.

"A segurança alimentar é a prioridade dos trabalhos agrícolas. É também o papel da agricultura na economia nacional. A segurança alimentar não apenas constitui um critério para os trabalhos nas zonas rurais, como também tem a ver diretamente com a estabilidade social e o desenvolvimento saudável da economia. Atualmente, a produção de cereais teve crescimento por onze anos consecutivos. A oferta dos principais produtos agrícolas é suficiente. No momento, o país está reajustando a estrutura e mudando o modelo de crescimento, mas, ao mesmo tempo, tem de garantir a estabilidade agrícola. "

Os participantes da reunião definiram cinco medidas para promover a modernização agrícola. São elas: a industrialização agrícola, administração de envergadura adequada com meios diversificados, criação de uma agricultura amigável ao meio-ambiente, apoios financeiros e de políticas e melhor utilização dos recursos de mercados nacionais e internacionais.

"O país vem promovendo há anos a modernização agrícola. A industrialização e a urbanização exigem um fornecimento de produtos agrícolas mais variáveis e de boa qualidade. Para realizar a meta da sociedade modestamente confortável, devemos aumentar o rendimento dos agricultores, e isso só será feito com a modernização agrícola. Por fim, só com a competitividade no setor reforçada, podemos enfrentar os desafios vindos do mercado internacional. "

O governo chinês prometeu o reforço dos investimentos nas zonas rurais, sobretudo o investimento das instituições financeiras. Segundo a reunião, os agricultores são consumidores de grande potencial. A infraestrutura degradada e os serviços públicos atrasados nas zonas rurais oferecem um grande espaço para o investimento. O vice-diretor da divisão de consultas do Centro Internacional de Intercâmbios Econômicos da China, Wang Jun, considera que a exploração do potencial do consumo dos campos vai contribuir significativamente para o crescimento.

"A zona rural é um mercado de consumo gigante. Os agricultores são um grupo de grande potencial de consumo, quer no número da população, quer no ritmo de crescimento de renda. As zonas rurais e os agricultores são a chave para a exploração da demanda interna."

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us