Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Exército chinês investiga 14 generais por suspeita de infrações disciplinares e legais
 
  ( 2015/03/03 )
 
 

As autoridades militares da China publicaram na segunda-feira uma lista de 14 generais que foram investigados ou condenados nos últimos dias por suspeita de infrações disciplinares e legais.

Guo Zhenggang, vice-comissário político do Comando Militar Provincial de Zhejiang, foi posto sob investigação em fevereiro pela procuradoria militar por suspeita de "graves infrações legais e delitos criminais".

O mesmo aconteceu em agosto de 2014 com Zhu Heping, chefe do Departamento de Logística Conjunta do Comando da Área Militar de Chengdu, suspeito de "graves violações disciplinares", e o caso foi transferido em janeiro para as autoridades judiciais militares.

Também foram postos sob investigação por suspeita de "graves violações disciplinares" e repassados às autoridades judiciais militares os seguintes: Wang Aiguo, ex-chefe do Departamento de Logística Conjunta do Comando da Área Militar de Shenyang; Huang Xianjun, ex-chefe do Departamento Político do Comando Militar Provincial de Shanxi; Duan Tianjie, vice-chefe do Departamento Político da Universidade de Defesa Nacional; Yuan Shijun, ex-comandante do Comando Militar Provincial de Hubei; e Huang Xing, ex-chefe do Departamento de Orientação de Estudos da Academia de Ciências Militares.

Outros funcionários de alto nível investigados incluem Zhang Dongshui, vice-comissário político da Segunda Força de Artilharia; Liu Hongjie, responsável pelo apoio logístico do Estado-Maior Geral do Exército de Libertação Popular; Cheng Jie, vice-chefe do Estado-Maior da Frota Beihai; Chen Jianfeng, ex-vice-chefe do Departamento de Logística Conjunta do Comando da Área Militar de Guangzhou; Chen Hongyan, vice-chefe do Departamento Político da Força Aérea do Comando da Área Militar de Beijing; e Wang Sheng, chefe do Departamento de Logística da Força Aérea do Comando da Área Militar de Guangzhou. Todos são suspeitos de "infrações legais e delitos criminais".

Lan Weijie, ex-vice-comandante do Comando Militar Provincial de Hubei, foi sentenciado à prisão perpétua em janeiro por aceitação de subornos, posse de propriedades adquiridas com recursos não identificados e posse ilegal de armas de fogo.

 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us