Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Primeiro banco privado da China começa a oferecer empréstimo
 
  ( 2015/03/27 )
 
 
 O primeiro banco privado na parte continental da China iniciou suas operações na quinta-feira na cidade costeira de Wenzhou, na Província de Zhejiang, no leste da China.

O Banco Wenzhou Minshang anunciou sua ambição de explorar nichos de mercado para oferecer serviços financeiros inclusivos para pequenas empresas, comerciantes independentes, residentes de comunidade e o setor rural de nível distrital.

O banco completou seu primeiro serviço de crédito na quinta-feira, emitindo 300 mil yuans (US$ 48.289) em empréstimos para a Jiangda Electronic Co. Ltd., um pequeno produtor de eletrônicos e papel alumínio.

Ma Ziguang, gerente-geral da Jiangda Electronic Co. Ltd. disse à Xinhua que sua empresa, com foco em exportação, frequentemente sofre com a falta capital.

"O serviço de empréstimo facilmente aplicado do banco é rápido e conveniente", disse ele, acrescentando que o empréstimo é concedido sem qualquer hipoteca, na medida em que o emprestador avalia o desempenho de produção e reputação da companhia.

Os patrocinadores principais do banco são: o produtor de equipamento eletrônico, Chint Group; o fabricante químico industrial, Huafon Group, e também 11 outros acionistas principais, incluindo empresas industriais, fabricantes de roupa, empresas do setor imobiliário e de alta tecnologia. O banco estava entre os primeiros três bancos privados aprovados pela Comissão Reguladora de Bancos da China (CRBC) em julho do ano passado.

De acordo com a subsidiária da CRBC em Wenzhou, o governo estabeleceu um "limite" muito alto para aprovar os primeiros bancos privados, levando em total consideração a competitividade dos acionistas, a imagem da marca e o crédito.

Todos os acionistas são líderes em suas respectivas áreas e têm ativos corporativos no valor de dezenas de bilhões de yuans.

A aprovação da CRBC dos bancos privados, incluindo dois que estão preparando sua abertura -- o Banco Huarui de Shanghai e o Webank, com base em Shenzhen, que foi fundado em parte pelo gigante de Internet chinês Tencent -- é considerada a reforma de "quebra-gelo" na China para desmontar o monopólio dos bancos estatais.

 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us