Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Mianmar pede desculpa por bombardeio fatal de avião de combate
 
  ( 2015/04/03 )
 
 

Mianmar pediu desculpa à China nesta quinta-feira pelo bombardeio fatal de um avião de combate mianmarense que matou cinco chineses em Lincang, na Província de Yunnan, sudoeste chinês.

"Em nome do governo e do exército mianmarenses, peço desculpa oficial à China e expresso meu profundo pesar às famílias das vítimas e aos feridos", disse U Wunna Maung Lwin, ministro das Relações Exteriores de Mianmar durante suas conversas com seu homólogo chinês, Wang Yi.

U Wunna Maung Lwin está fazendo uma visita à China como o enviado especial do presidente U Thein Sein para discutir os assuntos após o bombardeio, que matou cinco cidadãos chineses e feriu outros oito em 13 de março em um campo de cana.

De acordo com U Wunna Maung Lwin, Mianmar reconhece a conclusão da investigação conjunta, que concluiu que a bomba lançada pelo avião de combate causou a morte dos chineses na fronteira.

"Mianmar quer manter o contato com a China sobre a compensação para as vítimas e os feridos e fazer arranjos apropriados", disse ele, acrescentando que "Mianmar garantirá que aqueles envolvidos no incidente sejam responsabilizados e punidos de acordo com a lei e fortalecerá a administração interna para evitar incidentes similares".

Wang disse que ambos os lados tiveram um entendimento claro sobre o caso e culpados após uma investigação conjunta e rodadas de conversações. Ele pediu que Mianmar considere seriamente e lide adequadamente com o incidente para proteger as relações bilaterais abrangentes.

Os dois chanceleres concordaram em trabalhar para manter a estabilidade na fronteira e desenvolver a parceria estratégica abrangente entre a China e Mianmar.

 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us