Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  Cidade antiga da China proíbe fogos de artifício
 
  ( 2014/01/27 )
 
 
O distrito de Pingyao, na Província de Shanxi, norte da China, proibiu os fogos de artifício na área de conservação da sua cidade antiga a fim de proteger os prédios de madeira e tijolo, disseram na segunda-feira as autoridades locais.

O governo chinês está ampliando o controle de fogo nos patrimônios culturais após um incêndio grave em uma vila antiga no sudoeste da China no início deste mês.

Em 10 de janeiro, Dukezong no distrito de Shangri-la da Província de Yunnan, conhecido por seus elementos tibetanos bem-preservados, perdeu quase 300 prédios, ou dois-terços da vila inteira, no incêndio mais grave de sua história de 1.300 anos.

A cidade de Pingyao, com 2.700 anos de história, localiza-se 616 quilômetros a sudoeste de Beijing, e foi listada como um patrimônio mundial pelo UNESCO em 1997. Pingyao é conhecida por sua muralha de 6,4 quilômetros bem preservada na sua cidade antiga.

O banimento dos fogos de artifício foi lançado antes do Ano Novo Lunar Chinês, o mais importante festival do país e uma ocasião em que uso dos fogos de artifício é muito popular.

Armazenamento e venda de fogos de artifício também foram proibidos na cidade antiga, e qualquer um que violar o regulamento enfrentará uma multa entre 100 e 500 yuans (US$ 16,39 e US$81,96), de acordo com o comunicado. Aqueles que causarem acidentes ou prejuízos para propriedades de terceiros têm de pagar indenização, acrescentou.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us