Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  China quer aprofundar a reforma em todos os setores
 
  ( 2014/02/26 )
 
 
A China está dando os primeiros passos em 2014 para aprofundar a reforma em todos os setores. A iniciativa foi esboçada durante a 3ª sessão plenária do 18º Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh), realizada em novembro do ano passado em Beijing.

Nos últimos meses, o país já conseguiu êxitos na reforma de várias áreas essenciais. O processo da liberalização da taxa de juros foi iniciado com a adoção do depósito interbancário. Foi promulgado o programa para a reforma do sistema de balanço sobre o desempenho das lideranças regionais, estipulando-se que o Produto Interno Bruto e a taxa de crescimento econômico jamais serão os únicos indicadores para a avaliação dos feitos das autoridades locais. Também já foi eliminado o sistema de "reeducação através de trabalho", que permaneceu no país por mais de meio século.

Criou-se ainda o grupo central de liderança para o aprofundamento abrangente da reforma. Adicionalmente, a reforma financeira e fiscal continuou avançando, com a integração dos setores ferroviário e postal às áreas-piloto para a substituição dos impostos sobre negócios por impostos sobre o valor agregado.

O Conselho de Estado da China anulou ou descentralizou mais 64 itens e 18 subitens de verificação e aprovação administrativa. O sistema de delineamento das competências dos órgãos governamentais regionais vem sendo estabelecido, juntando-se aos esforços para simplificar a administração e delegar os poderes para órgãos de nível mais baixo. A reforma do sistema de cadastramento industrial e comercial vem sendo promovida em todo o país. Além de tudo, a China deu um pontapé mais vigoroso do que nunca na luta contra a corrupção e regulação de comportamento dos funcionários públicos.

As sessões anuais da Assembleia Popular Nacional da China e da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês vão ser realizada em março. Os eventos servirão não apenas como uma janela para que o público conheça as mudanças mais recentes na reforma e desenvolvimento da China, também como uma plataforma para atender aos desejos e requerimentos da população. Recentemente, os termos como "previdência social", "luta contra a corrupção", "tratamento do nevoeiro poluído" e "reforma do sistema de registro de residência" têm sido focos de reportagens da imprensa, refletindo as expectativas do povo no aprofundamento da reforma do país.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us