Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  Mais de 80% das cidades chinesas mostra tendência de queda nos preços em novembro
 
  ( 2014/12/02 )
 
 
A Instituição para Pesquisa de Index da China divulgou ontem (1) um dado sobre o setor imobiliário da China. Segundo a entidade, o preço da habitação em mais de 80% das cidades demostrou uma tendência de queda em novembro. A investigação indicou também que o setor de imobiliária da China vai manter essa tendência antes do ano novo chinês, em função de um grande número de habitações novas e ainda desocupadas.

Entrentanto, o relatório apontou também que as dez maiores cidades da China, como Beijing, Xangai que sofrem uma queda nos preços por seis meses consecutivos, se recuperaram pela primeira vez em novembro, em um grau leve. Yang Hongxu, o vice-direitor do Instituto de Bens Imóveis de Xanggai disse que o preço da habitação nas cidades principais da China já entrou numa zona estável, mesmo que a maior parte do paíse esteja com uma tendência de queda.

Por uma queda da proucura no mercado, o preço de habitação da China começou a cair desde maio deste ano. Em novembro, o preço voltou ao mesmo nível do ano passado. Mas a situação é diversificada, em diferentes cidades. As dez maiores cidades experimentaramneste mês mais um ciclo de crescimento. Mesmo assim, acredito que o preço de habitação nas grandes cidades da China já entrou numa zona estável.

Ao mesmo tempo, Zhang Dawei, o chefe do departamento de mercado da empresa Zhongyuan, outra instituição imobiliária chinesa, mostrou reação um pouco diferente. Segundo ele, o número de cidades que mostrou uma tendência de queda não era tão grande como o relatório divulgado pela Instituição para Pesquisa de Index da China. Por causa de uma série de políticas favoráveis, como a baixa de juros do banco central, o cancelamento de limitação de compra no setor etc, o preço da habitação numa grande parte da cidade já está em um fica com um nível estável.

Os dados da nossa entidade revelaram que a queda não era tão grande, o preço nas muitas cidades demostrou no mês passado um nivel estável. Por uma série de políticas favoráveis, muitas cidades no país já suspenderam a sua tenência de queda. Tem também poucas cidades em crescimento, mas o grupo de imóveis analisados se concentrou nas grandes cidades , tais como Beijing e Xangai.

Mesmo que o resultado de investigação destas duas entidades não ofereça o mesmo resultado, há uma análise comum no setor que diz que as políticas favoráveis no setor vão prevenir uma grande quedano futuro. A recuperação no setor, em relação às cidades grandes do país, não vai provocar mais uma onda de crescimento na China. Zhang Dawei disse que na China faltou neste momento a força motivadora para a elevação do preço de habitação por causa de uma grande quantidade de imóveis disponíveis em estoque.

Por uma série de políticas favoráveis no setor, o preço da habitação não vai sofrer uma grande queda antes do ano novo chinês, mas por uma grande número de imóveis em estoque. Um maior número de empresas vai utilizar o modelo de venda razoável, e o mercado imobiliário na China vai entrar em uma fase de estabilidade.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us